LaB inDança - novo objeto artístico em breve

O “LaB inDança”, desde que iniciou em 2015, passou por muitas fases, contudo, o momento que vivemos atualmente tem sido o maior desafio que a equipa enfrentou. No início do ano passado, a notícia da chegada iminente da pandemia revolveu todos os planos inicialmente traçados.

Os participantes que integram este projeto seguem um programa artístico que tem foco particular na autoconsciência e autonomia do corpo. Através de aulas regulares semanais, bem como de residências artísticas com profissionais das artes, o grupo tem oportunidade de conquistar várias metas através de um plano desenhado por Clara Andermatt.

A conjuntura atual, que obrigou ao confinamento geral do país, levou a uma súbita dispersão dos elementos do grupo e obrigou a redefinir as ações previstas. As aulas passaram para o formato on-line e as residências presenciais tiveram de ser canceladas, provocando alguma dificuldade no acompanhamento personalizado dos participantes.

Também a apresentação pública, que estava prevista para dezembro, teve de ser cancelada. No entanto, Andermatt e a equipa artística do projeto - Felix Lozano, Luís Pedro Madeira, Gil Dionísio e os professores Susana de Figueiredo e Jorge Gonçalves - encontram-se neste momento em processo criativo para um novo objeto artístico a ser apresentado em vídeo. Posteriormente, iremos relevar mais informações.

O “LaB inDança” é uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, com direção artística de Clara Andermatt. Conta com o financiamento do programa PARTIS (Práticas Artísticas Para a Inclusão Social), da Fundação Calouste Gulbenkian.

Fotografias de LaB inDança