Louca-Louca Sensação de Viver

Estreada na Mostra de Dança Portuguesa da ACARTE, da Fundação Calouste Gulbenkian, em 1991, “Louca-Louca Sensação de Viver” é a primeira peça de Clara Andermatt produzida pela sua recém criada Companhia, após o regresso da coreógrafa a Portugal.

Uma obra na qual predomina um ambiente surrealista e um imaginário ibérico, onde a ironia e o ridículo contam a angústia escondida em algumas situações. “Louca-Louca Sensação de Viver” é interpretada por 6 bailarinos, incluindo a coreógrafa.

 

“Numa mesa, duas pessoas conversam suspensas – simbolizam um momento impossível de eternidade. “Louca-louca sensação de viver” é um quadro frívolo inerente à tragédia. Por detrás do ridículo de algumas situações, da ironia do gesto e da troça implícita na colagem musical, esconde-se a angústia dos fins – razão de ser do medo, condição inevitável da paixão.”

Clara Andermatt (1991)

categorias

Coreografia: Clara Andermatt | Bailarinos: Mónica Lapa, Beatriz Mesa, Clara Andermatt, Samuel Esteves, José Jimenez, Nuno Bizarro | Música: Grieg, Alex North, Chico Buarque, La Fura dels Baus, A. Bourbon | Música original: Luís Cília | Figurinos: Conceição Abreu | Cenografia: Clara Andermatt e Nuno Ribeiro | Luzes: Orlando Worm

Fotografias de Peter Nierhoff, Nuno Ribeiro

Próxima criação

Só um Bocadinho

< anterior