O Canto do Cisne

A convite do Ballet Gulbenkian, e tendo como tema a sedução dos mundos distantes, do confronto com o desconhecido, da surpresa e da contradição entre o comum e o extraordinário, Clara Andermatt coreografa “O Canto do Cisne”.

Em palco, os bailarinos do Ballet Gulbenkian dão corpo a rupturas, entre gestos harmoniosamente belos e delicados contrastados com movimentos inquietantes e ansiosos, numa metáfora sobre a constante mutabilidade do passado e a procura do desconhecido, a margem da morte. 

Clara Andermatt escolhe a música “A Morte do Cisne”, de Camille Saint-Saens (1835-1921) e convida Vítor Rua para criar variações a partir do tema original.

categorias

Coreografia e direção Artística: Clara Andermatt | Assistente: Amélia Bentes | Música: Vítor Rua (variações sobre o tema “The Swan”, de Camille Saint-Saens) | Desenho de luz: Rui Horta | Figurinos: Aleksandar Protic | Intérpretes: Mónica Gomes, Barbara Griggi, Wubkje Kuindersma, Sylvia Rijmer, Iolanda Rodrigues, Carlos Prado, Nelson Smith, Jermaine Maurice Spivey, Rodrigo Vieira | Produção: Fundação Calouste Gulbenkian - Serviço de Música

Fotografias de Amir Sfair, Alceu Bett

Próxima criação

As Ondas

< anterior