Poemas de Amor

Em “Poemas de Amor”, poesia e movimento concorrem para explorar o significado de amor e das necessidades de prazer e intimidade.

No processo criativo, Andermatt convida os intérpretes a escrever poemas enquanto base de pesquisa, discussão e procura. Através da sua estrutura, rítmica, métrica e emotiva, a coreógrafa procura formas animais para encenar o amor, por vezes convulsivo, sexual. Espaços assumidamente irreais são recriados, na margem entre ficção e estranheza, evidenciando a ambiguidade de situações de onde emanam as profundezas indomadas do sentir, sem preconceitos, vergonhas ou pudores.

“Poemas de Amor” é estreado nos Encontros ACARTE, da Fundação Calouste Gulbenkian, numa noite programada por Andermatt, que inicia com um concerto do compositor Cabo-verdiano Vasco Martins.

categorias

Direção artística e coreografia: Clara Andermatt | Bailarinos: Amélia Bentes, Mónica Lapa, Félix Lozano, José Silva e Clara Andermatt | Musica original: João Lucas | Figurinos: Carlota Lagido | Desenho de luz: Rui Marcelino | Produção: ACARTE Fundação Calouste Gulbenkian

Fotografias de Jorge Gonçalves

Próxima criação

4 Árias de Ópera

< anterior